Nosso Canil Vendas Últimas Premiações Resultado Exposições Canis Exterior Artigos Fale Conosco
 


 
Consangüinidades
A Criação de Cães da Mesma Linha de Sangue


José Walter Santos Ferro
Criador e Juiz de Criação e Seleção da SBCPA


Num programa de criação que tenha por objetivo o melhoramento da raça, os animais propostos para reprodução devem ser, na medida do possível, de homozigoticidade conhecida, isto é, criem de acordo com o padrão, possua características semelhantes herdadas tanto da mãe quanto do pai e sejam parentes sanguíneos relativamente próximos. Em suma, que a fórmula de criação seja bastante simplificada, de modo que certos resultados sejam mais ou menos assegurados. A simplificação da fórmula de criação é alcançada através de cruzamentos dentro da mesma linha de sangue, seja através de inbreeding (parentesco muito estreito) ou do line-breeding (relação de parentesco menos próxima).


Formando uma linhagem
Para se obter uma linhagem de cães de um mesmo tipo, com características definidas dentro da raça, devemos tomar por guia as seguintes recomendações de Ernst S. Hart, baseadas em trabalhos de Humphrey, Warner, Kalley e Whitney:
Decida quais os poucos traços essenciais e defeitos intoleráveis. Entre os essenciais, incluir vigor, fertilidade, tipo e temperamento;
Desenvolva um sistemático planejamento dentro do qual as qualidades e os defeitos sejam tratados em face do objetivo de sua criação, com ênfase para os pontos individuais que necessitam ser aperfeiçoados;
Deve ser prolongado persistentemente o line-breeding dos melhores animais produzidos, ou seja, aqueles que, pelo teste de progênie, demonstram poder melhorar o tipo da linha. O inbreeding se faz quando o animal utilizado é de qualidade excepcional e sem defeitos marcantes. Quando necessário, poderá ser feito um outcross breeding (acasalamento de não parentes) para tentar obter características que não estejam presentes no estoque inicial.


A importância da prole
Não há dois machos de uma mesma ninhada que produza uma prole exatamente igual quando cruzados com a mesma fêmea. Um deles produzirá ninhadas muito superiores às do outro. Freqüentemente ocorre que o reprodutor de melhor aparência e que se destaca nas exposições não é o melhor padreador da sua ninhada. O mesmo se aplica às fêmeas irmãs de ninhada. Se existem três fêmeas na mesma ninhada, uma será bastante superior às suas irmãs como matriz. Como exemplo, posso citar um caso recente na raça Pastor Alemão, que é a que eu estou criando desde 1972, como titular do Canil Hirten der Nacht. Refiro-me às matrizes alemães Perle e Palme vom Wildsteiger Land, duas irmãs de ninhada. A primeira foi campeã alemã (Deutsche Siegerin), mas, não obstante sua maravilhosa estrutura e beleza, não produziu nenhum descendente excepcional. Já Palme, que embora tivesse boa anatomia, mas não tinha a beleza e a correta estrutura da irmã (tinha a cernelha mais plana e era algo alongada), transformou-se na mais importante reprodutora pastora alemã do pós-guerra, produzindo dois excepcionais filhos, Uran vom Wildsteiger Land e Quando vom Arminius, que foram bicampeões alemães (Deutsche Sieger). A força de Palme continuou através de seus descendentes: Uran produziu o campeão alemão Eiko vom Kirchental e este produziu um neto também campeão alemão, Ulk vom Arlet, que é pai do campeão Rikkor vom Bad-Boll (Deutsche Sieger 1998). Já Quando vom Arminius produziu os campeões alemães Zamb von der Wienerau e Jeck vom Noricum, este último pai de Visum vom Arminius (Deutsche Sieger 1996).


Como selecionar a super matriz?
Você não conseguirá, mas apenas tentará e terão tantos acertos quanto erros. Tudo o que você pode fazer é selecionar na ninhada a fêmea que lhe parecer mais robusta de corpo, tenha mais disposição e atributos e que lhe pareça mais perfeita quanto ao padrão da raça, e então você a cruza. Você encontrará defeitos em qualquer cão da ninhada, com falhas de maior ou menor importância, de modo que você deve aceitar as falhas menores e tentar eliminá-las com cruzamentos.


Traços ou atributos essenciais

O objetivo de todo bom criador é elevar a média ou norma da raça que cria, de modo a obter uma aproximação cada vez maior do padrão. Alguns traços essenciais como fertilidade, vigor, longevidade e temperamento jamais deverão se afastar da norma, pois isto certamente levará a criação ao desastre. Falta de fertilidade acarreta descontinuidade e inviabiliza a criação. A falta de vigor normalmente ocorre em animais de apetite caprichoso e pouca resistência para vencer as doenças. A longevidade é importante na medida em que um cão de grande valor na reprodução precisa ser útil por muito tempo, após sua importância haver sido reconhecida através da sua progênie. Finalmente, o temperamento é de vital importância para a criação, pois representa a soma total de sua utilidade para o homem nas várias categorias em que serve, de modo que a ausência deste atributo anularia todas as demais vantagens conseguidas pelo seu estoque.


A prepotência
Leon Shiver, famoso criador de Pointers e que produziu em seu canil inúmeros campeões, dentre eles vários padreadores altamente prepotentes, apresentou num seminário de clubes cinófilos da Virginia suas recomendações para se estabelecer um bem sucedido programa de criação. Ele sugere que se inicie a criação com uma fêmea campeã, que seja o resultado de pelo menos três gerações de cães de exposição produzidos estreitamente, ou seja, com consangüinidades muito fortes. Então a acasale com o melhor cão que você possa encontrar e que seja igualmente produzido por consangüinidade estreita com os mesmos cães que estão no pedigree da fêmea. Da prole resultante, selecione os melhores filhotes cuidadosamente. Procure identificar os defeitos dos seus cães e lute para manter sua criação distante de tais falhas, porém permaneça dentro da mesma linha-de-sangue. A razão para se recomendar o line-breeding é algo complexa, porém um simples exemplo pode ajudar nossa compreensão. Suponha que você queira escurecer olhos em sua criação. Esta característica é determinada por um simples par de genes. Quando um ou ambos os genes tomam uma forma, olhos escuros são produzidos. Se, todavia, nenhum gene toma esta forma, olhos claros são produzidos. Os olhos escuros são dominantes, mas se você cruzou dois cães de olhos escuros, você ainda pode obter alguns cães de olhos claros. Supondo que ambos os pais tivessem somente um gene dominante, então deveríamos esperar obter em média um quarto da ninhada com olhos claros, metade com olhos escuros, mas transmitindo um gene de olho claro, e um quarto com olhos escuros, mas carregando dois genes de olho também escuro. Este último grupo é particularmente útil porque mesmo se eles forem produzidos por casais de olhos claros, todos os filhotes da ninhada terão olhos escuros. Um cão nestas condições é dito ser prepotentes para olhos escuros. A prepotência é altamente desejável porque permite ao criador saber que uma determinada prole com certeza terá uma certa característica. À primeira vista parece ser fácil desenvolver prepotência em uma criação, afinal tudo que você tem a fazer é encontrar aqueles animais portadores de dois genes de olhos escuros. Mas, infelizmente, isto não é uma tarefa fácil. Primeiramente, três quartos dos filhotes do exemplo anterior têm olhos escuros e não há nenhuma maneira de determinarmos qual deles será prepotente para essa característica, sem cruzá-los com parceiros de olhos claros (dois ou mais cruzamentos para cada um podem ser necessários). Em segundo lugar, muitas características desejadas são o resultado de mais do que um par de genes para essa herança, o que torna a coisa menos precisa do que em nosso exemplo. Em terceiro lugar, você certamente estará selecionando os animais por mais de uma característica, e selecionar - por exemplo - por dez características é extremamente difícil, porque nesse caso teríamos acima de mil combinações genéticas possíveis de ocorrer, mesmo se cada característica fosse determinado por um único par de genes, o que é improvável. Por isso é que afirmamos que o método mais rápido de se obter prepotência para todas as características que nos interessam é praticando line-breeding e uma seleção cuidadosa. Se você tem três gerações de olhos escuros atrás de um cão, e se seus irmãos de ninhada também têm olhos escuros, as chances são grandes de que ele venha a ser prepotente para olhos escuros. Se ele e todos os parentes têm todas as características que você deseja, as chances são boas de que o cão de fato seja prepotente para todas elas. Esta é a razão pela qual devemos permanecer dentro da mesma linha.


Fundamentos
Para entendermos melhor o exemplo acima, precisamos conhecer alguns fundamentos da genética - as leis de transmissão dos caracteres hereditários e as propriedades das partículas que asseguram essa transmissão, denominadas de cromossomos. Os cromossomos ocorrem aos pares no interior do núcleo das células. As quantidades de pares de cromossomos variam de acordo com cada espécie. Estima-se que o núcleo de uma célula do cão contenha 39 pares de cromossomos. A única exceção são as células reprodutoras (espermatozóide e óvulo) que contêm apenas 39 unidades e não 39 pares, como as demais células. Com a fusão das duas células reprodutoras (fecundação) reconstituem-se na célula-ovo os 39 pares de cromossomos necessários à formação de um novo indivíduo. O reagrupamento dos cromossomos em seus pares a cada nova geração é o que faz a história da genética, e cada par de cromossomos determina tantas características quanto sejam os genes que contêm, entendendo-se por gene a menor unidade indivisível. Um cão tira 50% dos seus cromossomos dos pais, 25% dos avós, 12,5% dos bisavós e assim por diante. Dos 78 cromossomos, a metade é proveniente do pai; todavia isto não significa que o pai tenha necessariamente fornecido um cromossomo em cada par. Pode haver pares que não provêm do pai, mas para cada par que dele não provem existe um outro cujos dois membros provêm dele. Se os membros de tal par forem idênticos são chamados de homozigotos (palavra grega que significa semelhantes). Se, no entanto, forem desiguais são chamados de heterozigotos.


 


Canil Hirten der Nacht
Teresópolis - RJ - Brasil
0xx21 2642-4625 / 98896-0076